quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Promessas de ano novo


1- O que falar cumpra: não invente desculpas, se não quer
falar no telefone diga, se não vai ligar não prometa, se não vai aparecer diga.
2 - Ame e muito : só o amor sem medidas, sem justificativas,
sem isto ou aquilo, só o amor que se sente importa. Se ama, seja pouco ou muito
diga, expresse.
3 - Não desista da luta: como diria Clarice é na luta que
nos encontramos, então lute contra ou a favor do que desejar, mas lute.
4 - Sinta: o ar, a dor, o abraço, a raiva, a paixão aguda e
doida, a saudade. Mas sinta não seja inerte aos afetos do mundo.
5 - Seja: aquilo que desejar, não submeta sua ideologia a
sentimento nenhum, não deixe o trabalho fazer de você uma prostituta de luxo,
seja aquilo que acredita.
6 - Leia: Seja lá o que for, mas leia os livros são o
universo perfeito pra encontrarmos os muitos que somos.
7 - Pense e Reflita: Ação, reflexão, ação nenhuma boa
decisão pode partir a não ser de grandes reflexões e se a conclusão for meter o
pé em tudo meta.
E por fim comprometa-se com você e com sua fé, pois somente
a fé no mundo melhor e uma sociedade mais justa, pode fazer do mundo um lugar
feliz.

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Viva Clarice Lispector

Há 33 anos atrás a literatura perdia uma de suas mais nobres escritores, capaz de retratar a natureza feminina e prende-la em cada uma das paginas de seus livros sempre recheados de supresas e de si mesma.
Ler Clarice é encontra-se com sua proprias loucuras e neste caso não da autora mas do proprio leitor que se trave a mergulhar na intesidade de si mesmo. Uma amiga dizia que Clarice é boa pra momentos de crise e digo que Clarice é otima pra te por em crise, já que sua leitura nos coloca frente a frente de quem nos mulheres realmente somos.
Muitas são as faces dos personagens de Clarice e muitas podem ser uma mesma mulher.

A maior escritora de minha VIVA CLARICE!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Escrever

Não gosto do tempo que faltam-me palavras escritas, gosto delas no papel fazendo história, construindo memoria. Sinto que ando por ai jogando as palavras ao vento e fazendo com que elas se percam no tempo.
Não escrever é não viver, será que vivo ou deixo que a vida me leve pelos seus diversos labirintos onde me perco e as vezes somente as vezes me acho.
Sinto saudades da turbulencia de sentimentos, da inquetute com o mundo. Ser assim inqueta e necessitar das palavras me fazem ser quem eu sou.
Quando elas me faltam é porque falta aventura, falta sexo, falta beijo, falta risada, falta tristeza, falta raiva, enfim quando as palavras me faltam é porque tenho deixado de viver, viver além do cotidiano, viver somente viver..
Amo as palavras cravadas no papel, pois elas fazem de mim quem eu gosto de ser.

"Escrever é procurar entender, é procurar reproduzir o irreproduzível, é sentir até o último fim o sentimento que permaneceria apenas vago e sufocador. Escrever é também abençoar uma vida que não foi abençoada."
( Clarice Lispector )

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Samba a Dois - Los Hermanos

Quem se atreve a me dizer do que é feito o samba?

Quem se atreve a me dizer?
Quem se atreve a me dizer do que é feito o samba?
Quem se atreve a me dizer?
Não, eu não sambo mais em vão
O meu samba tem cordão
O meu bloco tem sem ter e ainda assim
Sambo bem à dois por mim
Bambo e só, mas sambo, sim
Sambo por gostar de alguém, gostar de...
...Me lava a alma, me leva embora
Deixa haver samba no peito de quem...
...se atreve a me dizer
Do que é feito o samba ?
Quem se atreve a me dizer?
Quem se atreve a me dizer?
Do que é feito o samba ?
Quem se atreve a me dizer?
Quem me ensinou a te dizer
"Vem que passa o teu sofrer"
Foi mais um que deu as mãos entre nós dois
Eu entendo o seu depois
Não me entenda aqui por mal
Mas pro samba foi vital falar em...
...Me laça a alma, me leva agora
Já que um bom samba não tem lugar nem...
...se atreva a me dizer
Do que é feito o samba
Nem se atreva a me dizer
Nem se atreva a me dizer

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Me diz o que é o sufuco que eu te mostro alguém afim de te acompanhar

...Me diz o que é o sufuco que eu te mostro alguém afim de te acompanhar...



A doce companhia do encontro consigo, inerravél experiência onde o humano descobre a necessidade do outro, aquilo que habita em mim também está nele e a busca pela completude daquilo que é inqueto e imenso se engrandece a cada pico de adrelina, de emoção boa e muitas vezes barata.
A incompletude se engracede a cada entardecer, a cada uma das músicas que são muito mais que um sucessinho do pop rock, tudo em mim emana a necessidade que tenho de me encontrar comigo mesma, de ser quem sou e descobrir quem sou eu me traz de volta aquela imensa necessidade de você que não tem rosto, nem nome, muito menos sobrenome.
Talvez eu devesse me completar nas minhas lutas, nas minhas conquistas, naquilo que se inqueta dentro do peito, mas tudo isso só me faz querer mais e mais a companhia para dividir a vida que é intensa em mim, tão intensa que me incomoda.
Queria ganhar a vida pra pensar sobre as coisas, sobre as coisas que me movem que me deixam assim inquieta, tonta e encantada com tudo e nada. A necessidade de ter algo que sacuda meu chão, minha vida pastoral, meu eu grita sempre, não tenho constancia no que quero e o quero de ontem já não é mais um querer. E nessa inconstancia a figura do divino se afasta e se aproxima em grandes frações de segundo que muitas vezes é a eternidade.
Tudo aquilo que sinto não pode vir de outro lugar se não desse ser maior que me criou assim, minhas inqueitações e minha falta de espaço e lugar no mundo, me querem dizer algo que eu ainda não estou pronta no sentido de querer para saber do que se trata.
Só sei que o mundo habita em mim e eu habito nele como uma unica coisa, conexa, junta e indivisivél, pois só quando estou no mundo me acho e perco, sinto e choro, só quando estou no mundo sou capaz da indignação, mas agora o meu mundo aquele que é só meu, tem me chamado constantemente pra olhar pra ele...

domingo, 29 de agosto de 2010

Festival Novra Brasil

Finalmente Show de Maria Rita

Tudo tão confusoooo

A Via Láctea -Legião Urbana

Quando tudo está perdido
Sempre existe um caminho
Quando tudo está perdido
Sempre existe uma luz...
Mas não me diga isso...
Hoje a tristeza
Não é passageira
Hoje fiquei com febre
A tarde inteira
E quando chegar a noite
Cada estrela
Parecerá uma lágrima...
Queria ser como os outros
E rir das desgraças da vida
Ou fingir estar sempre bem
Ver a leveza
Das coisas com humor...
Mas não me diga isso...
É só hoje e isso passa
Só me deixe aqui quieto
Isso passa
Amanhã é um outro dia
Não é?...
Eu nem sei porque
Me sinto assim
Vem de repente um anjo
Triste perto de mim...
E essa febre que não passa
E meu sorriso sem graça
Não me dê atenção
Mas obrigado
Por pensar em mim...
Quando tudo está perdido
Sempre existe uma luz
Quando tudo está perdido
Sempre existe um caminho...
Quando tudo está perdido
Eu me sinto tão sozinho
Quando tudo está perdido
Não quero mais ser
Quem eu sou...
Mas não me diga isso
Não me dê atenção
E obrigado
Por pensar em mim...
Não me diga isso
Não me dê atenção

E obrigado

Por pensar em mim...

domingo, 15 de agosto de 2010

Era - Zeca Baleiro

Era 11 de Setembro

Nem lembro
Foi quando ela me deu
Um beijo que era o fim de um sono
Caindo
Foi quando aconteceu
Era 4 de Julho
Eu juro
O chão estremeceu
E a poeira que invadia as ruas
Cegava
O céu embranqueceu
Para quem espera
O mundo era e erra
E ainda está de pé
A terra em brasa
Para quem espera
A vida sempre será
Um incêndio no coração
Sob o temporal que tudo arrasa
Era dia de Ação de Graças
Na praça todo mundo riu
Não entendo bem que graça
Que acham num mundo que ruiu
Era sexta-feira santa
De tanta paixão e frio
Longe ouço uma voz que canta
A mata em flor e o céu de Abril

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Sobre os ensinamentos do tempo


Ah!! O tempo, que passa, que voa e as minhas unhas vermelhas ou laranjas que não me deixam esquecer da onde vim e pra onde quero ir. Os meus belos e ondulados cabelos vermelhos que me lembram da luta que jamais quero me retirar, seja qual for ela.
As minhas mãos iguais a de mamãe que fazem pensar que o destino é coisa tola, já que as mãos podem fazer o que elas quiserem com tempo e com o vento, estas mesmas mãos me fazem pensar que o amor é mesmo uma coisa boa e boba, me impulsionam a achar o meu par nessa valsa as vezes tão triste, nelas há duas coisas distintas,  a coragem que sempre houve em minha mãe e atitude que sempre faltou á ela, pelo amor ou pelo medo de arriscar, com a sua força de aceitar tudo sempre eu aprendi a questionar...Tudo e todos que ousam me dominar.
Do tempo e de minha mãe aprendi duas coisas, a primeira delas é que o tempo é mesmo bom, sou só que não paciencia de esperar e a segunda se consiste em amar independente do tempo e que de preferencia não seja o cronologico e o real, mas sim o tempo das emoçoes, sentidas, vividas e intensamente saboreadas.

domingo, 8 de agosto de 2010

O romântico em mim - Matheus Torreão

Se o segredo pra ser feliz é sorrir
Se o segredo pra sonhar é não desistir
Eu te peço ó minha amado me diz
O que é que eu to fazendo aqui?
Não se importe comigo eu já sei pra onde ir
Vou pra outro universo bem longe daqui
E quem sabe lá mesmo eu já vou descobrir
Se valeu a pena ou não partir
Porque eu não quero acordar
Eu não quero entender
Eu não queroescrever sobre amor pra você
Eu não quero cantar
Tudo belo que há
O romântico em mim não quer mais trabalhar
Ainda bem que me resta o poder de mentir
Assim eu vou conservar o que resta de mim
Só me dê um motivo pra poder destruir
O que sobrou de nosso jardim
Porque eu não quero acordar
Eu não quero entender
Eu não quero escrever sobre amor pra você
Eu não quero cantar
Tudo belo que há
O romântico em mim não quer mais trabalhar
Não eu não quero deixar tudo como está
Só me faça o favor de deixar tudo com está
Porque eu não quero acordar
Eu não quero entender
Eu não quero escrever sobre amor pra você
Eu não quero cantar
Tudo belo que há
O romântico em mim não quer mais trabalhar
Não quer mais perdoar,desistiu sem tentar
Então eu vou deixar ele descansar
Então eu vou deixar tudo como está

“O que faz você feliz?"

A lua, a praia, o mar.
Uma rua, passear.
Um doce, uma dança.
Um beijo
ou goiabada com queijo?
Afinal, o que faz você feliz?
Chocolate, paixão
Dormir cedo, acordar tarde
Arroz com feijão, matar a saudade
O aumento, a casa, o carro que você sempre quis
Ou são os sonhos que te fazem feliz.
Dormir na rede, matar a sede
Ler ou viver um romance
O que faz você feliz?
Um lápis, uma letra, uma conversa boa
Um cafuné, café com leite, rir a toa
Um pássaro, um parque, um chafariz
Ou será o choro que te faz feliz?
A pausa para pensar
Sentir o vento
Esquecer o tempo
O céu
O sol
Um som
A pessoa
Um lugar.
Agora me diz o que faz você feliz!”

Prefiro

" ...è melhor morrer de amor do que viver em paz..."



Prefiro o gosto molhado da beijo


O amargo das brigas


A doce voz no telefone


Os recados embebidos de paixão nas paginas da internet.


As palavras ditas nas entrelinhas


As palavras sacnas no ouvido


O ciumes de algo que não existe


Prefiro o cheiro no travesseiro


Prefiro ouvir as musicas e achar que todas foram feitas para aquele momento,


Prefiro sentir o coração parar de bater do que não senti-lo bater por ninguém.


Prefiro a louça suja na pia


As tolhas no chão do banheiro


Prefiro o gosto amargo da distancia


O reencontro com saudade


Prefiro os dias de sol no parque de mão dadas


Prefiro reconhecer e viver com os defeitos que antes eram inaceitavies


Prefiro ser meninas e as vezes mulher


Prefiro sem saber porque o gosto doa maor correspondido que o gosto de não amar ninguem


Quero grandes amores que me livrem das coisas que limitam quem eu sou


Queria tudo e nada disso


Enfim queria mais vida em mim...


Esteja onde estiver não demore para chegar ou me descobrir

sábado, 7 de agosto de 2010

Aquilo que me permito!

Mais um vez me permito sentir maus sentimentos , aquele que não deveriam me pertencer.
Qual o mal em ser sincero e em dizer verdades, em ser honesto?Em dizer não quero, não me ligue, ou até mesmo só te quero por hoje, qual o mal  nisso?
Que mal há na atitude de dizer? Porque as pessoas me tratam como se fosse objeto, como alguém que não porta sentimentos ou até mesmo que não merece senti-los.
Cansei de assustar as pessoas, cansei de ceder, cansei de celulares desligados, de telefone que tocam e nunca são atendidos, porque ninguém me diz que eu incomodo, prefiro ouvir do que ser ignorada, cansei de recados apagados no orkut, cansei...simplismente cansei.
Quero a SINCERIDADE, acima de tudo.
Quero pessoas capazes de me dizer onde erro, quero alguém que não seja egoista, mesmo que não seja pra ficar comigo.
Por fim quero dizer que BASTA! Não quero amor e não quero amar, nem mesmo me interessar por ninguém... pelo menos por hj.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

...

Daquilo que vivo guardo sempre o melhor, até as más lembrança, pois são elas que dão o tempero á vida que sonho.
Ser intensa com o mundo, com as coisas e com aquilo que sentimos, nos sempre frageis e a passiveis decpções, pois a instensidade pede de nós muito e sempre queremos muito do mundo.
Inqueta, tonta e encantada...Estou...



Não consigo escrever hj.... q merda!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Assim sei lá

Quero apossar-me do é da coisa. (10)


Quero possuir os átomos do tempo.
Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: quero uma verdade inventada.
Mas bem sei o que quero aqui: quero o inconcluso. Quero a profunda desordem que no entanto dá a pressentir uma ordem subjacente.
Um dia eu disse infantilmente: eu posso tudo. Era a antevisão de poder um dia me largar e cair num abandono de qualquer lei. Elástica.

Ah!!! Clarice, unica capaz de dizer o que sinto e o que penso.
Cansei de não ser elastica, cansei dessa limitação que eu mesmo me ponho. Quero mesmo me abandonar em mim!

terça-feira, 27 de julho de 2010

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Entender??????


Queria entender mais sobre o tempo e sobre o vento.
Entender como a vida acontece e seu sentido,mesmo diante de tanta desigualdade.
Desigualdade de classe e de alma.
Entender sobre o coração das pessoas e quem sabe assim conheceria melhor o meu... Arnaldo Jabor disse em um texto que sempre colocamos criterios para o amor e isso eu também queria entender.
Mas queria mesmo entender a alma humana ,quem sabe assim descobriria porque as pessoas mentem, porque fazem promessas que não podem cumprir e o mais importante entenderia como as pessoas amam.
Queria entender porque a vida em mim é tão conflituosa, pq o que habita em mim me consome, queria entender os desperos de mim mesma e não mais me perder no tempo...

domingo, 25 de julho de 2010

Missão de Jarinu

O dia tão esperado chegou!!!!
As missões da diocese de Bragança nas santas terras de Jarinu, mais uma vez foi um sucesso.
Aqueles momentos e aqueles rostos tão conhecidos e outros nunca vistos fizeram história e sempre estaram na memória de todos nós.
Essa experiência de missão teve um gostinho diferente, pois o objetivo era entender como tudo acontecia pra fazer também história nas terras nem tão santas, mas sempre amadas de Sumaré.
A assessoria do Fernando, me fez perceber o quanto tenho pessoas extraordinárias comigo e mais uma vez quero relembra-las:
Sol luz dos meus dias
Kinha doce encanto da vida
Gabi comepetencia que um dia ainda terei
Russa amiga sempre amiga
Júlio amigo amor amado
Rodolfo, meu querido e sensivél amigo de coração grande.
E tantos outros amigos
Que tornam possivél o espirito de ser missionario para tantos outros jovens, dentro deles habita a chama do amor e é esta mesma chama que fez das missões um momento de encontro consigo, com outro e com Deus.
As terras de Jarinu agradeço, pois aqui cheguei e daqui parto sendo outra, mais viva, mais intensa, mais em crise e ainda mais confiante que nós jovens somos capazes de construir o reino de Deus em pequenas ações.
Amo vceis

domingo, 18 de julho de 2010

Falta de Deus!!!

Queria entender, porque me afastei tanto destes momentos...
Sinto falta, falta mesmo...
Não vejo a hora de chegar as missões de Jarinu.

sábado, 17 de julho de 2010

Quem me descreveu assim???

Tenho medo do provável; dou risada do ridículo e choro porque tenho vontade, mas nem sempre tenho motivo.

Tenho um sorriso confiante que às vezes não demonstra o tanto de insegurança por trás dele.
Sou inconstante e talvez imprevisível. Não gosto de rotina. Eu amo de verdade aqueles pra quem eu digo isso. E me irrito de forma inexplicável.
São poucas as pessoas pra quem eu me explico meus amigos não precisam; e meus inimigos não entenderiam! :)

Aquilo que foi bom!

È incrivel como algumas pessoas nos trazem paz pelo simples fato de estarem ali do nosso lado. Não nos cobram nada, não nos pedem nada, só estão ali dispostas mesmo sem saber a nos dar o que mais precisamos carinho....

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Loucura?

A loucura do ser humano põem a prova todas as crenças e esperança na mudança que temos, a loucura de ver o outro como objeto ou produto, faz com que este perca a sua humanidade, pois somente somos humanos quando somos capazes de reconhecer no outro o milagre da vida.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres - Clarice Lispector

Quem nunca leu Clarice, precisa-la,aprecia-la,degusta-la,  mas saiba que Clarice não escreve palavras ao vento ela tem o dom de tocar a alma.
Uma aprendizagem e o livro dos prazeres e um mergulho profundo dentro de nossa proprias inquetações e limitações...

Feliz?

Hoje estou assim!!!
Feliz, talvez?
Inconstante sempre,
Algo está mudando em mim, algo aqui se faz novo e eu amo essa sensação de mudança, me fascino por não a mesma de ontem, por não ter sido fraca e ter deixado o comodismo me envolver.
Enfim ainda não fui a lagoa, o livro da Clarice continua na mesa junto com os outros agora três a serem lido, não mudei de emprego, não arrumei ainda um namorado, não emagreci, mas mudei talvez só eu mesma seja capaz de ver e sentir....

Buscando sempre o sol!!
Eu sempre sonho que uma coisa gera,

nunca nada está morto.
O que não parece vivo, aduba.
O que parece estático, espera.


Adelia Prado

Uma aprendizagem ou o livro dos prazeres

'Lóri estava triste. Não era uma tristeza difícil. Era mais como uma tristeza de saudade. Ela estava só. Com a eternidade à sua frente e atrás dela. O humano é só. Ela quis retroceder. Mas sentia que era tarde demais: uma vez dado o primeiro passo este era irreversível, e empurrava-a para mais, mais, mais! O que quero, meu Deus. É que ela queria tudo.'

Ela, Clarice

'Eu sempre quis atingir um estado de paz e de não-luta. Eu pensava que era o estado ideal. Mas acontece que - quem sou eu sem a minha luta? Não, não sei ter paz.'

Azul sobre Amarelo, Maravilha e Roxo


Azul sobre Amarelo, Maravilha e Roxo

Desejo, como quem sente fome ou sede,
um caminho de areia margeado de boninas,
onde só cabem a bicicleta e seu dono.
Desejo, com uma funda saudade
de homem ficado órfão pequenino,
um regaço e o acalanto, a amorosa tenaz de uns dedos
para um forte carinho em minha nuca.
Brotam os matinhos depois da chuva,
brotam os desejos do corpo.
Na alma, o querer de um mundo tão pequeno
como o que tem nas mãos o Menino Jesus de Praga.

SENSORIAL ( Adélia Prado)

Obturação, é da amarela que eu ponho.
Pimenta e cravo,mastigo à boca nua e me regalo.
Amor, tem que falar meu bem,
me dar caixa de música de presente,
conhecer vários tons pra uma palavra só.
Espírito, se for de Deus, eu adoro,
se for de homem, eu testo com meus seis instrumentos.
Fico gostando ou perdôo.
Procuro sol, porque sou bicho de corpo.
Sombra terei depois, a mais fria.

domingo, 11 de julho de 2010

Mudanças

b] Nesta vida errante,hoje sigo tentando descobrir quem sou.
Em meio a sonhos realizados e esperanças despedaçadas tenho traçado algumas certezas da vida e de quem quero, devo e espero ser nela.
Pouco ainda sei sobre esta nova mulher que esta começando a tornar parte de mim,muitas coisas ainda são as mesmas ainda amo:
A justiça
Ainda me indigno com a injustiça
Ainda amo Maria Rita
Ainda tenho os melhores amigos do mundo (Papel, Luis, Tati, Cibele,Denizia e Guih)
Ainda tenho uma familia complicada e perfetinha( Bi e Fa amo).
Ainda sinto falta da minha mãe
Ainda chamo as minhas antigas professoras de professoras e ainda as amo muito Bel, Tati, Cris e Fabiana.
Ainda defendo a educação
Ainda Amo meus alunos antigos como se o tempo não nos tivesse separado ( Gih,Lu,Guih,Ma's, Biel's, Gean, Ta, Le, e todos...)
Ainda sou Freiriana roxa
Ainda amo roxo
Ainda sou educadora
Ainda sou briguenta
Ainda Insisto em erros antigos.
Continuo amando a Pj e a Juventude
Tenho os melhores amigos pejoteiros do Mundo (Nika, Grazi, Jova, Julio, Roberta, Nega, Matheus, Dedé, Liane, Vanessa, Lincoln, Thi, Charles, Dan, Luis...
Ainda choro por tudo
Ainda sou carente
Ainda sou Assessora do Grupo de Jovens mais lindo - Dias Melhores
Ainda sou assalariada
Mas algumas coisas agora são:
Sou Assistente Social
Sou amiga da Belisa,Deia e da Tha
Sou Educadora Social de um projeto mara...
Sou Independente
Sou Campineira
Sou moradora do Edificio ....que nunca lembro o nome
Ainda procuro em grande amor

sábado, 10 de julho de 2010

Você aqui!

A distancia é ruim mas mais dificil é quando os sentimentos se confundem, quando ficamos atormentadas com a saudade e com a distancia, com as incertezas do vir a ser nos mostram que o ser pode nem vir.
Queria ter a sorte de conquistar seu coração, de que vc realmente fosse meu, mas não no sentido de ter propriedade sobre vc.
Queria que a sua doçura, seu romantismo fosse pra mim, mas tenho medo disso não se concretizar, não sei o que fazer com tudo isso, naum quero chorar de novo por amor, quero ser amada, ser desejada, respeitada.
Mas quero isso com muito romantismo, cm todas as coisas que as meninas normais acham caretas e que vc diz que ninguem gosta.
To parecendo uma maluca, uma doida, sei lá, as vezes acho que to dando importancia demais pra tudo que vivemos, mas tem como naum dar importancia, pra sua voz gostosa de ouvir, pro seu sorriso lindo, pro seu cheiro bom, pro seus carinhos e cuidados.
Enfim que aconteça o melhorrr...
Vc sempre estara aqui s2

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Cansei!

Como é dificil!!!!
Querer ter alguém do seu lado, pra ficar sem fazer nada, pra ir na lagoa, ver filme, dar boas risadas, brigar e todas essas coisas que um casal faz e não ter.
Não sei ficar sozinha comigo mesma, não me resolvo bem sozinha, só quero um amor que me deixe sentir viva que faça companhia, quero alguém pra cuidar e pra me mimar.
Quero sentir aquilo forte no peito de novo, mas isso não acontece.
A solidão e eu mesma, são as minhas maiores companhias...
Espero vc um dia!

Coisas que amo!!




domingo, 9 de maio de 2010

Aquilo que eu queria dizer

Espaço dedicado a tudo que eu não estou conseguindo escrever agora........

domingo, 28 de março de 2010

REcomeçar

Recomeço,
palvara dificil para quem já construiu umahistoria
Dificil para quem tinha sonhos
Inacreditavél para quem tinha certezas
Indecifravél para quem tinha defesas,
Porém viva
Para quem tem esperança e
Para quem acredita na felicidade.
Somos seres criados para felicidade
E a sua busca incesante trouxe para humanidade conquistas
Tragedias e atrocidades.
Porém hoje fico com a felcidade dos poetas
A felicidade que um novo recomeço é capaz de trazer!